Pôr os pontos nos Psis

Neste espaço os usuários e visitantes do Fórum Anti-Homophobia, podem encontrar material informativo e de divulgação.
Apenas a profissional em questão pode criar tópicos neste sub-fórum.

Pôr os pontos nos Psis

Mensagempor Psicóloga em 26 Jun 2009, 13:55



Psicólogos, psiquiatras ou psicoterapeutas: qual a opção certa?

"São muitas as dúvidas existentes em relação aos profissionais que trabalham em saúde psicológica ou mental. A mais comum prende-se com a diferença entre psiquiatras e psicólogos. E a confusão aumenta quando se acrescenta psicólogos clínicos, psicoterapeutas e os diferentes tipos de técnicas, isto é, as diversas escolas ou orientações teóricas destes profissionais, Ora, dada a crescente necessidade da população portuguesa e mundial ao nível da saúde psicológica, importa "pôr os pontos nos Psis".

A principal diferença entre psicólogos e psiquiatras é a sua formação. Enquanto os psiquiatras têm uma licenciatura em medicina, os psicólogos são licenciados em psicologia. Ou seja, a visão que um psiquiatra tem dos problemas do foro mental é essencialmente médica. Os sintomas das doenças oi disfunções são vistos como resultado de um desequilíbrio de um conjunto de substâncias que actuam no cérebro - os neurotransmissores (como a serotonina). Esta é uma visão essencialmente biológica da doença. Assim, a medicação dos sintomas das doenças constitui a principal intervenção em psiquiatria, que tenta promover o reequilíbrio dos neurotransmissores. Os medicamentos para a depressão ou a hiperactividade são alguns exemplos. Em resumo, um psiquiatra é um médico que tem uma especialidade em psiquiatria. Por seu lado, os psicólogos não são médicos. A abordagem psicológica é sobretudo psicossocial e desenvolvimentista. Esta visão defende que um problema do foro psicológico resulta da combinação de factores da história pessoal de desenvolvimento do indivíduo desde a infância, e da sua forma habitual de pensar, sentir e agir face ao próprio, aos outros e às situações.

A psicologia tem em consideração a influência do sistema familiar e relacional, do contexto em que o problema surge e se mantém. Os factores genéticos e neurológicos não são esquecidos, apenas não é da competência da psicologia a intervenção psicofarmacológica. Um psicólogo é um especialista que o ajuda a conhecer-se a si próprio, a compreender as origens do seu problema, a fazer uma "viagem" de crescimento pessoal. Ajuda-o também a aprender novas competência, equacionar novas formas de resolver conflitos e problemas, reduzir o sofrimento psicológico e melhorar a qualidade de vida.

Importa referir que nem todos os psicólogos se dedicam à saúde mental. São psicólogos clínicos aqueles cuja formação final da licenciatura em psicologia os habilita a trabalhar nesta área. Por outro lado, os psicólogos educacionais desenvolvem o seu trabalho em escolas e outros contextos, onde apoiam crianças e jovens, bem como as famílias. Já os psicólogos organizacionais e do trabalho promovem e optimizam os processos das empresas (como gestão de carreiras, descrição de funções, recrutamento e selecção).

As intervenções psicológicas e psiquiátricas, apesar de distintas, não são incompatíveis. Por exemplo, uma pessoa pode ter sessões semanais com um psicólogo e ser acompanhada em consulta de psiquiatria de dois em dois meses. Já é significativo o número de psicólogos e psiquiatras disponíveis para trabalhar em colaboração. À medida que aumenta a compreensão e definição do trabalho de cada um, tanto na comunidade de profissionais da área de saúde mental como junto do público, cresce também a sua colaboração.

Há também alguma confusão em relação à psicoterapia. Os psicoterapeutas são, na sua maioria, psicólogos clínicos (podendo também ser psiquiatras) que fizeram uma pós-graduação em psicoterapia. Pós-graduação esta que é feita após a licenciatura em psicologia ou medicina e dura cerca de quatro anos. São, portanto, profissionais especializados. As teorias ou escolas de psicoterapia são muitas, sendo as mais importantes as psicoterapias comportamentais e cognitivas, as dinâmicas breves, as experienciais, as orientadas para o cliente ou centralizadas na pessoa, as familiares sistémicas e a psicanálise. Embora o público o desconheça, existem hoje mais de 500 modelos diferentes de psicoterapia. O relevo que esta área da saúde tem tido nas últimas décadas contribuiu para a proliferação de perspectivas ou abordagens terapêuticas. Embora a investigação científica indique que nenhuma das psicoterapias é genericamente superior às outras, estudos clínicos demonstram que algumas se revelam mais eficazes na intervenção em determinadas perturbações e diferentes características pessoais.

Apesar de a saúde mental continuar revestida de tabus e estigmas, o contexto cultural está em evolução. Cada vez mais pessoas recorrem a ajuda profissionais para os filhos, familiares, e para si próprias. Contudo, é fundamental estarem informadas para que possam recorrer a estes serviços de forma adequada. Dúvidas como: que características procurar num profissional de saúde psicológica? Que questões devo fazer a um psiquiatra ou psicólogo sobre o tratamento? Que estudos existem sobre o meu problema e quais os tipos de intervenção recomendados? Estas questões devem ser respondidas e são fundamentais para o sucesso do tratamento, além de que é essencial ter uma relação de empatia com o psicólogo ou o psiquiatra. É importante certificar-se de que é um profissional competente, que sinta que promove confiança e colaboração. Também é relevante saber a formação e escola teórica do profissional de saúde mental, e qual o tipo de terapia adequado para si e para o seu problema. Não tenha receio de fazer perguntas, valorizando a disponibilidade e acessibilidade do seu psicólogo ou psiquiatra para lhe fornecer a informação que precisa para um adequado consentimento informado. Só assim poderá pôr os pontos nos Psis."

Fonte: Dr.ª Carla Moleiro, publicado na Revista Psicologia Actual, número 1, Março de 2006, páginas 26-28.

Avatar de usuário
Psicóloga
Membro Caloiro
 
Mensagens: 20
Data de registro: 09 Jun 2009, 19:25
---------

Retornar para Material informativo e de divulgação da Psicóloga

Quem está online

Usuários vendo este fórum: Nenhum usuário registrado online e 0 visitantes

cron