Causalidade da Orientação Sexual

Neste espaço os usuários e visitantes do Fórum Anti-Homophobia, podem encontrar material informativo e de divulgação.
Apenas a profissional em questão pode criar tópicos neste sub-fórum.

Causalidade da Orientação Sexual

Mensagempor Psicóloga em 19 Jun 2009, 17:03



Segundo Afonso de Albuquerque, podemos afirmar o seguinte relativamente à causalidade da orientação sexual:

1. Não conhecemos ainda todos os factores que determinam a orientação hetero, homo ou bissexual.

2. Há no entanto indicações de que a orientação sexual, especialmente nas mulheres é influenciada por acontecimentos que ocorrem durante o período inicial do desenvolvimento fetal quando, sob a acção das hormonas esteróides sexuais, o cérebro se diferencia sexualmente.

3. Estudos de familiares e de gémeos, que no entanto necessitam de ser replicados, mostram que os genes desempenham um papel importante num sub-grupo de homens mas não sabemos se esses genes operam através da alteração do nível de esteróides sexuais ou ainda por outros meios.

4. Os factores do ambiente também desempenham um papel, desde o grau de stresse da mãe (ou outras influências ambientais) durante a gravidez, às interacções com os pais e irmãos na infância ou as interacções sociais e sexuais na adolescência e idade adulta. No entanto, tudo indica que os factores do ambiente que intervêm precocemente são mais importantes do que os que intervêm mais tarde.

5. Novos avanços são esperados nesta área se e quando se conseguir a identificação dos genes que influenciam a orientação sexual e pela descoberta dos mecanismos pelos quais eles exercem os seus efeitos. Logo que estes factores sejam conhecidos, será muito mais fácil estudar a forma como os factores do ambiente podem interagir com esses mecanismos e influenciar os resultados finais.

6. Masters e Johnson (79) verificaram o papel importante desempenhado pela excitação sexual e pela masturbação na modelagem do comportamento sexual. A ejaculação ou o orgasmo vão reforçar os estímulos eróticos (homo e hetero) que acompanham a masturbação. Assim, a preferência por parceiros do mesmo sexo pode ser determinada pela natureza das experiências sexuais iniciais e daí surge também a importância que se tem dado à sedução precoce por parceiros sexuais mais velhos. Se for considerada positiva, essa experiência pode ser usada como fantasia a fim de provocar excitação sexual ou acompanhar a masturbação, o que pode conduzir ao reforço do processo de condicionamento.

7. A homossexualidade no adulto torna-se mais provável se existirem factores predisponentes na infância e na adolescência, como por exemplo, os traumas psicossexuais ou comportamentos de identificação errada do papel sexual (feminilidade / masculinidade). Esta probabilidade é tanto maior quanto o relacionamento heterossexual posterior for mais inadequado, negativo ou aversivo (por ex., por défice de aptidões heterossexuais, por ser vítima de rejeição ou violação) podendo levar gradualmente a experiências homossexuais consideradas mais fáceis ou mais agradáveis.

À guisa de conclusão, pode-se afirmar não existir uma teoria etiológica que explique de uma forma cabal a homossexualidade. Para que se ***pra esse objectivo terão de ser elaborados estudos prospectivos e controlados com amostras correspondentes de heterossexuais, que avaliem o indivíduo desde a sua concepção ( por exemplo, estudos genéticos, nível das hormonas no sangue circundante materno, etc.), passando pelo desenvolvimento psicossexual e psicossocial na infância e na adolescência e acabando com o estudo do comportamento sexual na vida adulta.

A inexistência deste tipo de investigação prospectiva tem a ver com a dificuldade em reunir uma amostra significativa de homossexuais e com a dificuldade de investimento material numa área científica considerada ainda "pouco respeitável" pela maioria heterossexual. Mas enquanto não tivermos dados cientificamente fiáveis, nada nos permite generalizar para todos os homossexuais aquilo que é verdade apenas para alguns sub-grupos. Não haveria assim "uma homossexualidade" mas "várias homossexualidades".

Fonte: A Sexologia - perspectiva multidisciplinar - Volume I.


Avatar de usuário
Psicóloga
Membro Caloiro
 
Mensagens: 20
Data de registro: 09 Jun 2009, 19:25
---------

Retornar para Material informativo e de divulgação da Psicóloga

Quem está online

Usuários vendo este fórum: Nenhum usuário registrado online e 0 visitantes

cron